Pesquisa

O IBRACH realiza pequisas orientadas para gestão de políticas alimentadas por seu programa de treinamento com a Universidade de Tsinghua e pelo programa anual de Diálogos de Inovação. No período de 2011-2013, a pesquisa foi dirigida para a questão do papel do Brasil e da China na reorganização das relações econômicas internacionais. Em 2014-2015, os esforços de pesqiusa focaram a questão das capacidades estatais em países emergentes, em particular no que diz respeito a políticas de ciência e tecnologia e estratégias de inovação. Em 2016 iniciou-se uma pesquisa sobre as direções e tendências dos investimentos globais da China. Serão discutidas as características especiais dos investimentos chineses e as sinergias entre os objetivos de mercado das firmas e as políticas nacionais estratégicas para a indústria e inovação. Será examinada também a relação entre investimentos globais e development finance.

 

Capacidades Estatais Comparadas: A China e a Reforma do Sistema Nacional de Inovação

Anna Jaguaribe

Publicado em Capacidades Estatais em Países Emergentes: O Brasil em Perspectiva Comparada, IPEA, 2016.

 

Políticas de Inovação e Capacidades Estatais Comparadas: Brasil, China e Argentina

Ana Célia Castro

Publicado em Capacidades Estatais em Países Emergentes: O Brasil em Perspectiva Comparada, IPEA, 2016.

 

Brasil e China no Reordenamento das Relações Internacionais: Desafios e Oportunidades

Publicado pela FUNAG, 2012.

 

Notas técnicas

Desafios da Economia Chinesa Hoje

Anna Jaguaribe

 

Projeto para a década: o “Novo Normal” Chinês

Adriano Proença

 

Inovação no “Novo Normal”: Desafios na nova fase do projeto chinês de desenvolvimento

Adriano Proença